CERVEJARIA VELHO BRASA


sobre a cervejaria:
Velho Brasa”, ou “ Velho e Querido Brasa”, é o apelido carinhoso dado a Eduardo Brasil pelos amigos mais chegados. Ao final dos anos 60, e ainda pequenino, Eduardo Brasil, o Velho Brasa, via seu pai preparar bebidas artesanais que eram feitas com cascas de abacaxi, de laranjas etc., e que eram colocadas debaixo da terra. Também percebia que ele fazia uma bebida á base de trigo, arroz, folhas de manga Ubá que eram fervidas, acrescidas de mel ou rapadura e então colocadas em garrafões com tampa de rolha e guardadas em um quarto escuro da casa. Após mais ou menos um mês, em algum domingo, as bebidas eram abertas para a degustação, e isto era motivo de festa na família. Como descendente de famílias vindas da Alemanha e Áustria, esse hábito de se fazer bebidas era uma tradição passada de pais para filhos, em que os homens preparavam as bebidas para agradar as esposas. Os anos se passaram e o Velho Brasa nunca se esqueceu desse costume. No ano de 2004, em uma roda de amigos, contando essa história da família, houve a ideia de se aventurarem na produção de uma cerveja própria. Na época havia poucas referências a serem consultadas e muita falta de conhecimento para se produzir cerveja, e, devido a essa dificuldade, os amigos desistiram, mas o Velho Brasa persistiu, estimulado pela referência forte da família. Em 2005 resolveu por em prática esse objetivo de fazer a primeira cerveja. Não existiam Kits acessíveis ainda, foi então que seu pai o apresentou a um velho amigo, que era ex- funcionário da antiga cervejaria “José Vais”, uma das mais antigas do país. Esse amigo transmitiu ao Velho Brasa as primeiras noções dos processos de brassagem e fermentação. A partir daí ele iniciou a alquimia para produzir sua primeira receita, e não parou mais… Foi muita cerveja errada jogada fora, muitas tentativas para conseguir o êxito, até que, depois de um ano, conseguiu com que a primeira cerveja saísse da garrafa com espuma! Foi uma alegria e satisfação total! Nascia a primeira cerveja do Velho Brasa. Com o passar do tempo, o processo foi se aperfeiçoando, novos equipamentos foram surgindo, e novas receitas e estilos próprios foram sendo desenvolvidos. Em 2008, nasceu a Rapa Ale, uma cerveja genuinamente mineira UAI, que leva a rapadura no seu processo. Em seguida foi sendo elaboradas outras deliciosas cervejas, como, a Amber Larger-Coronel Brasil (em homenagem à profissão do Velho Brasa), a Stout-Black Czar (em homenagem à bebida preferida dos Czares russos), a IPA-Green Absolut (devido à tonalidade dos lúpulos) e a Pilsen. Tudo isso era fabricado dentro de casa até que em meados de 2015, como a casa estava se transformando numa cervejaria, resolveu então montar oficialmente, em outro estabelecimento apropriado, a CERVEJARIA VELHO BRASA. Nesta nova etapa foram chegando alguns amigos que manifestaram o desejo de produzir suas maravilhosas cervejas na Velho Brasa. Iniciou-se então a chegada dos nossos ciganos parceiros, que produzem suas receitas sob a supervisão do Eduardo Brasil. E assim continua essa história… O sonho sendo realizado!

local:
Contagem - MG (Brasil)
Av. Altamiro Avelino Soares, 1021,

Telefone:
+55 31 984718723

site e redes sociais:
cervejariavelhobrasa.com.br/
www.facebook.com/cervejariavelhobrasa/
www.instagram.com/cervejariavelhobrasa/

horário de funcionamento:
domingo: fechado
segunda-feira: 08:00 - 18:00
terca-feira: 08:00 - 18:00
quarta-feira: 08:00 - 18:00
quinta-feira: 08:00 - 18:00
sexta-feira: 08:00 - 18:00
sabado: fechado

abrir no google maps: